A grande viagem continua: Canto para Liturgia

A proposta é um trabalho de dentro para fora. Fazer cada aluno perceber que existe uma particularidade vocal que precisa ser descoberta para então conseguir se encaixar com outras vozes. Cada aula tem um tema e cada tema será trabalhado de forma prática com exercícios e experimentações. Após cada encontro serão propostas tarefas para aquela semana no intuito de fixar o conteúdo e, principalmente, estimular o aluno a explorar e conhecer a própria voz, trabalhando muito o seu sensorial.

O que você vai aprender com este curso

AULA 01 – Extensão, tessitura e individualidade vocal: Nesta aula você entenderá que cada voz possui sua particularidade, cada um tem uma identidade vocal, e que isso precisa ser respeitado e levado em consideração quando vamos fazer escolhas para cantar. Na aula serão feitas exercícios e propostas tarefas para que cada aluno possa ir conhecendo a própria voz e entendendo seu lugar de maior naturalidade e conforto.

AULA 02 – Tonalidade 1: Nesta aula você entenderá o conceito de tonalidade e como saber se o tom de uma canção está bom ou não para que você a interprete, filtrando a partir da sua identidade vocal essa escolha.

AULA 03 – Tonalidade 2: Nesta aula, já sabendo filtrar o conforto de uma tonalidade para a sua voz, você aprenderá de forma prática como comunicar as tonalidades e trocas com os instrumentistas.

AULA 04 – Solo e coro: o que diferencia o meu canto em cada realidade?: Nesta aula você aprenderá que as dinâmicas interpretativas e as escolhas vocais devem ser diferentes em cada realidades, com exemplos e experimentações.

AULA 05 – Voz Cantada x Voz Falada: Nesta aula trabalharemos de uma forma muito prática e interativa com a nossa voz. Buscaremos diferenciar a voz cantada e falada identificando sensações, espaços e sonoridades.

AULA 06 – Registros Vocais: Nesta aula os nossos sentidos serão desafiados a identificar “lugares” diferentes de voz. Essas diferentes colocações vocais serão muito importantes para nos abrir possibilidades sem prejudicar o aparelho fonador. Serão propostos exercícios tanto para encontrar os diferentes registros quanto para manter essas musculaturas ativas e cada vez mais orgânicas.

AULA 07 – Transição: Nesta aula você entenderá que a voz precisa caminhar entre os registros e que entre eles precisa haver uma conexão para que evitemos as quebras vocais não desejadas no meio de uma frase musical. Assim como nas aulas anteriores, serão propostos exercícios de experimentação e tonificação muscular tanto para a aula quanto para a continuação em casa.

AULA 08 – Participação do corpo na voz: Nesta aula buscaremos unir o comportamento vocal ao nosso corpo como um todo. Tudo faz parte de uma mesma estrutura, então, perceberemos que os movimentos do corpo influenciam diretamente na voz, portanto podemos utilizar muito mais musculaturas do que somente a do aparelho fonador para impulsionar a nossa voz.

AULA 09 – Filtragem: Nesta aula você será desafiado a encontrar diferentes espaços e sonoridades dentro de um mesmo registro vocal.

AULA 10 – Timbragem: Nesta aula utilizaremos os filtros experimentados na aula anterior. Neste momento já buscaremos pautar as nossas escolhas de acordo com a sonoridade que queremos, a cor da nossa voz.

AULA 11 – Dinâmica: Nesta aula você entenderá que a sonoridade de uma canção precisa de “altos e baixos” para que tenha movimento, fluidez. Precisamos permitir que a nossa voz sofra variações de intensidade ao longo da música para que não tenhamos uma sensação dura e reta, mas macia e cíclica.

AULA 12 – Liberdade Interpretativa: Nesta aula, utilizaremos os conceitos e experimentações das aulas anteriores para interpretar trechos solos de canções litúrgicas. O objetivo será que cada aluno consiga permitir que a voz se comporte de forma livre, sendo a beleza na sonoridade resultado não apenas de técnica, mas de permissão que a voz assuma sua identidade e sentido.

AULA 13 – Timbragem em grupo (Uníssono): Nesta aula, utilizaremos exemplos de coros e grupos para demonstrar que a beleza do uníssono depende da convergência das vozes, todas devem acontecer de forma unificada, homogênea.

AULA 14 – Timbragem em grupo (harmonia vocal): Nesta aula, primeiramente você aprenderá o conceito de harmonia vocal. Serão então propostos exercícios durante a aula para que comecemos a trabalhar a percepção harmônica individual, com a base de um trecho de canção litúrgica.

AULA 15 – Timbragem em grupo (Harmonia Vocal 2): Esta aula é a continuação da anterior. Serão propostas construções melódicas com base nos exercícios de percepção harmônica. O objetivo desse trabalho é desenvolver o nosso ouvido harmônico diante de exercícios práticos.

AULA 16 – Recursos estilísticos no canto em grupo: Nesta aula você terá acesso a alguns recursos que podem ser utilizados de forma livre no canto em grupo, como ostinatos, cânones (respostas), camas harmônicas, para que possamos aos poucos incluir mais beleza nos nossos grupos vocais litúrgicos.

Inscreva-se agora!

Agenda

Online – Ao vivo Zoom

Datas – Quarta-feiras (19h30 as 21h00) – 1 hora e 30 minutos aula

Carga Horário: 24h

18/08 – AULA 01

25/08 – AULA 02

01/09 – AULA 03

08/09 – AULA 04

15/09 – AULA 05

22/09 – AULA 06

29/09 – AULA 07

06/10 – AULA 08

13/10 – AULA 09

20/10 – AULA 10

27/10 – AULA 11

03/11 – AULA 12

10/11 – AULA 13

17/11 – AULA 14

24/11 – AULA 15

01/12 – AULA 16

Professor(a)

Ziza Fernandes – Mestra em Psicologia,musicoterapeuta , Cantora, Compositora, Escritora, Empresária, Diretora Artística e Geral da Oficina Viva Produções, com mais de 30 anos de carreira na música. Possui mais de 19 álbuns gravados e um DVD gravado ao vivo no Theatro Municipal de São Paulo.

Mariana Pereira – Iniciou seus estudos de música ainda quando criança. Ao longo da adolescência fez cursos livres de canto, piano e teoria musical. Foi aluno do CEV 2015, e em 2016 começou a atuar como professora de canto. Fez o curso de Pedagogia Vocal da Full Voice Studios e hoje é pós graduanda em Regência Coral pelo Conservatório Brasileiro de Música.

Guilherme Ennes – Graduado em canto lìrico pela USP e técnico em teatro musical pela Thymeli. É integrante do NUO Ópera-lab, uma cia de óperas independente. Professor de técnica vocal e canto em grupo pela Oficina Viva e para alunos particulares.