Daniel Bertholdo

Natural de São Paulo, iniciou seus estudos em 2008 sob orientação da mezzosoprano Lídia Schäffer, atualmente está sob orientação vocal de Marília Vargas e é graduado em canto lírico pela Universidade Cruzeiro do Sul na classe do professor Walter Chamun.

Foi cantor do Coro Sinfônico da cidade de São José dos Campos de 2008 a 2013 onde interpretou obras como Carmina Burana de Orff, A Grande Missa em dó menor e Réquiem de Mozart, Lobgesang de Mendelssohn e a Missa de Réquiem de Verdi sob regência de maestros como Lutero Rodrigues, Sérgio Assumpção e também o maestro Sérgio Wernec.

Em 2012 foi membro da Academia do Coro de SchleswigHolstein, na Alemanha, onde interpretou Turandot de Puccini sob regência de Keri-Lynn Wilson em Lübeck, e Die Erste Walpurgisnacht sob regência de Andrés Orozco-Estrada. No mesmo ano interpretou Ein Deustsches Requiem de Brahms sob regência de Rolf Beck em Hamburgo junto à Orquestra de Câmara de Basel. Interpretou o papel de Don Basílio na ópera Le Nozze di Figaro de Mozart no Instituto de Artes da UNESP.

No ano de 2013, ainda como membro da Academia do Coro de Schleswig-Holstein, interpretou as obras Carmina Burana no Berliner Konzerthaus, em Berlim, Stabat Mater de Rossini e Quattro Pezzi Sacri de Verdi no Mosteiro de Eberbach, em Frankfurt, e também trabalhou sob regência do maestro Christoph Eschenbach na 2ª Sinfonia de Mahler nas cidades de Hamburgo e Lübeck. Em Hamburgo esteve sob regência de Eric Whitacre e Kaspars Putinins.

Participou de masterclasses com a soprano Agnieszka Franków, com o barítono David Wilson Johnson, Martha Herr, Isabel Maresca, Xenia Mejer e Marília Vargas.

Em 2014 foi selecionado pela Academia do Coro de Lübeck para participar da temporada de 2014, participando de concertos concertos com o Vocal Six em Hamburgo e Lübeck e apresentou em Lübeck a cantata profana Carmina Burana, de Orff. Em Outubro e Novembro de 2014 participou da turnê da Academia de Lübeck pela Ásia em cidades como Tongyeong e Busan, na Coréia do Sul e Pudong e Xangai na China aonde interpretou Carmina Burana de Carl Orff e Elias de Felix Mendelssohn.

Em 2015 participou novamente da temporada de concertos da Academia do Coro de Lübeck, na Alemanha, interpretando os Motetos para Coro Duplo de Bach sob regência de Helmuth Rilling e também a peça Waterpassion, de Tan Dun, em sua estreia europeia.

Em 2016 passou a ministrar o Curso de Expressão Viva com Ziza Fernandes e Janaine Pavani e atualmente integra o Coro da Academia OSESP executando as principais obras do repertório vocal clássico.